quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Transformação

Rm 12. 1,2

Jesus nos chama para uma vida plena, significativa.

Mas, Porque é que às vezes nos sentimos fracos? Porque é que, muitas vezes, nos sentimos mais atraídos pelas coisas do mundo (tentações) do que pelo cristianismo? Porque é que, por vezes, ser cristão parece ser difícil (um peso)? Só há 2 respostas para tal quadro:

1. Ou o cristianismo é um barco furado;

2. Ou não estamos compreendendo e vivendo corretamente sua proposta.

A 1a possibilidade é ridícula e o problema, com certeza, reside na Segunda possibilidade.

A questão reside no fato do modo como nos relacionamos com Cristo e seu projeto para nossa vida.

ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (RM 12:1 –2)

Esse texto inicia aparte exortativa da carta de Paulo.

As cartas de Paulo normalmente se dividem em:

Parte Teológica (Doutrinária);

Parte exortativa (visa corrigir o problema da fé que é meramente confessional).

I - A Vida Cristã Faz Sentido Quando Ela Inicia-se com uma Entrega Total e Irrestrita ao Senhor Jesus

“ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.”( RM 12:1)

1. Essa atitude só é possível pelas misericórdias de Deus;

2. A Atitude nada mais é que a entrega de nós mesmos (Corpo = Ser integral);

3. Essa atitude é prazerosa para Deus;

4. Nosso culto (serviço) a Deus só pode ser legítimo se acontecer neste clima de entrega total e irrestrita.

II - A Vida Cristã Faz Sentido Quando Ela se Mantém Por uma Ruptura com as Coisas Alheias a Deus, Através da Constante Renovação da Mente

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”(RM 12:2)

As coisas se dão em 2 aspectos:

· Aspecto Negativo – “E não sede conformados com este mundo...” A gramática diz que quando uma frase é imperativa negativa enfatiza que a ação que está em andamento deve ser interrompida. Devemos interromper ações que desagradam a Deus.

· Aspecto Positivo – O processo de ruptura com o mundo acontece com a “renovação da (nossa) mente”. O processo acontece progressivamente e sempre que necessário.

Transformação = Metamorfose. Devemos passar por um radical processo de transformação, como a lagarta se transforma (metamorfose) em borboleta, a forma é mudada mas o ser é o mesmo.

III - A Vida Cristã Faz sentido Quando Ela se Concretiza no Experimentar a Vontade de Deus

“...para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”

Nossos conflitos existenciais residem, em muito, no fato de que invertemos as coisas. Queremos Ter a boa, agradável e perfeita vontade de Deus para depois nos entregar-mos a ele, e é justamente por isso que, as vezes, a vida cristã parece não fazer sentido ou se torna insuportável.