quarta-feira, 26 de agosto de 2009

A Postura do Crente Em Face Últimos Dias - Esboço de Sermão

7) Ora, o fim de todas as coisas está próximo; sede, portanto, criteriosos e sóbrios a bem das vossas orações.

8) Acima de tudo, porém, tende) amor intenso uns para com os outros, porque o amor cobre multidão de pecados.

9) Sede, mutuamente, hospitaleiros, sem murmuração.

10) Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.

11) Se alguém fala, fale de acordo com os oráculos de Deus; se alguém serve, faça-o na força que Deus supre, para que, em todas as coisas, seja Deus glorificado por meio de Jesus Cristo, a quem pertence a glória e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém!

Introdução

As Igrejas tem se descaracterizado (Ex.)

A conseqüência é o surgimento de uma geração de crentes sem as devidas características de um cristão. Os crentes tem perdido os referenciais.

Transição

Como deve ser o procedimento dos crentes nos últimos dias?

Definir “Últimos Dias”.

O “ora” do v. 7 liga esse assunto com o anterior: “Morte para o pecado e vida no ES”. Logo, os conselhos , a seguir, de Pedro são provenientes e geradores de uma vida espiritual.

O cristão deve:

1 - Ser Criterioso / Sóbrio (7);

2 - Estar alerta para ver as coisas pelas quais deve orar (7);

3 - Amar sincera e intensamente (8)

3.1 - Motivo do amor: Perdão

3.2 - Deus não tem amnésia ;

4 - Ser hospedeiro (sem reclamar) (9);

5 - Estar servindo e se deixando a usar no Dom que deus o deu (10)

5.1 - Todo o crente tem um Dom

5.2 - Somos despenseiros – Cuidamos da despensa – da graça de Deus

6 - O nosso expressar – falar – deve ser moldado pelos conceitos de Deus (11)

7 - As obras que fazemos devem ser feitas confiando na força que Deus dá (11)

7.1 - Porque? Para que Ele seja exaltado

.



Rev. Juberto Oliveira da Rocha Júnior