segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Relatório - 2017-09-30 - PROJETO SEMEADORES - Baixa Verde - Dionísio - MG - 448 Bíblias



Relatório - 2017-09-30 - PROJETO SEMEADORES - Baixa Verde - Dionísio - MG - 448 Bíblias



                No dia 30 de setembro de 2017 o Projeto Semeadores desembarcou em Baixa Verde, distrito da cidade de Dionísio (MG). 67 Semeadores se deslocaram para essa localidade com o propósito de entregar “a Bíblia em cada casa”. Foi uma tarde emocionante vivida por Semeadores da Igreja Presbiteriana da cidade de Nova Era e da Congregação Presbiteriana de Dionísio.
                448 exemplares das Sagradas Escrituras foram entregues nessa tarde. Uma caixa de Bíblias foi deixada na localidade para que a Palavra seja entregue as pessoas que não foram encontradas em suas residências. Muitas pessoas nos tem procurado posteriormente desejando um exemplar das Escrituras.
                Registramos apenas duas rejeições a Palavra. Foi uma tarde muito especial. A boa recepção a Bíblia foi quase unânime. Baixa Verde recebeu a Palavra com grande alegria.
                Nossa equipe saiu de Nova Era às 13h 30m. Em Dionísio mais irmãos se juntaram a nós. Semeamos durante toda a tarde e encerramos o trabalho com um Culto em um lugar improvisado. Antes do término do Culto (que era a céu aberto) a chuva foi derramada na cidade. Com isso encerramos os trabalhos.
                Semeamos e logo veio a chuva. Chuva após o plantio é a certeza de que a semente brotará.


                Motivos de oração:
- Ore pelo sustento físico e espiritual dos “semeadores”.
- Ore para que o Senhor levante ofertantes para essa causa.
 - Agradeça por todas as portas e corações abertos e receptivos à Palavra, pois são muitos.
- Ore para que cada “Semente” lançada brote, cresça e dê frutos.
- Agradeça a Deus pelas pessoas que alegremente recebem a Palavra.
- Agradeça porque as pessoas se interessaram pela Palavra de um modo especial. Eu mesmo por duas vezes ouvi de duas pessoas diferentes: “Vocês vão abrir uma Igreja aqui”?


                Um motivo especial de Júbilo:
Vamos nos alegrar pelo desafio vencido. A área urbana de Dionísio já foi toda semeada e agora fizemos o distrito de Baixa Verde. Falta pouco para terminarmos a município de Dionísio.


                Recapitulando o número de Bíblias distribuídas pelo Projeto Semeadores até o momento:
- Cidade de Nova Era (MG) – 5.023 Bíblias.
- Morro da Garça (MG) – 864 Bíblias – Deixamos na localidade caixas de Bíblias para serem entregues aos que não foram encontrados em casa.
- Dionísio (MG) - (área urbana) – 1.186 Bíblias.
- Baixa Verde – Distrito de Dionísio – 448 Bíblias.
                Total de Bíblias semeadas até o momento: 7.521.


                Vamos “semear”, pois enquanto semeamos Deus opera Suas maravilhas.

                A Bíblia para cada casa. A Palavra em todos os lares.



Rev. Juberto Oliveira da Rocha Júnior.
Nova Era (MG), 02 de Outubro de 2017.


                Se você quiser nos ajudar a comprar as Bíblias de que precisamos faça uma oferta:

Fundo Missionário
Agência: 1461
Conta poupança: 39263-6
Operação: 013
Banco: Caixa Econômica Federal
Titular: Igreja Presbiteriana de Nova Era


Ore, Voluntarie-se, Invista, Contribua. Seja nosso parceiro nessa missão.

Google Fotos


Facebook:
https://www.facebook.com/pg/presbiterianane/photos/?tab=album&album_id=1584344888296262


Apresentação da Hadassa na Festa da Família da Escola Municipal DD

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Orientado pelo entretenimento ou pela Bíblia?



Orientado pelo entretenimento ou pela Bíblia?



A diferença entre um pregador orientado pelo entretenimento e um pregador orientado pela Bíblia é a notável conexão das palavras do pregador com a Bíblia como fonte de autoridade para o que ele diz.

O pregador orientado pelo entretenimento parece não se incomodar em falar de muitas coisas que não são extraídas da Bíblia. Em sua mensagem, ele parece gostar mais de falar sobre outras coisas do que aquilo que a Bíblia ensina. Suas palavras parecem ser interessantes ou divertidas em si mesmas. Elas entretêm. Mas não dão a impressão de que este homem é o representante de Deus diante do povo de Deus para entregar a mensagem de Deus.

O pregador orientado pela Bíblia, por outro lado, se vê dessa forma – “Eu sou um representante de Deus, enviado ao povo de Deus, para entregar uma mensagem de Deus”. Ele sabe que a única maneira que um homem ousar assumir tal posição é com uma consciência temerosa de indigna servidão sob a autoridade da Bíblia. Ele sabe que a única maneira na qual ele pode entregar a mensagem de Deus ao povo de Deus é enraizando-a e saturando-a com a revelação do próprio Deus na Bíblia.



John Piper

A falta de linguagem forte



A falta de linguagem forte


Um pecado de nossa época é a falta de linguagem forte no que concerne ao pecado. Nada parece ser chamado por seu nome correto nesses dias. Os assassinos [os abortistas] são chamados de “defensores da liberdade” e os movimentos revolucionários são chamados de “gente desfavorecida” a quem se tem privado de algo e a quem devemos subsidiar. Os assassinos e criminosos são chamados de “vítimas da sociedade” e assim por diante. Devido a incapacidade de muitos para lidar com os fatos de forma clara, os tolos e patifes impõem-se facilmente. Não podemos vencer uma batalha até que, em primeiro lugar, reconheçamos que estamos em guerra. Precisamos de mais linguagem forte, de ações fortes e de homem corajosos. Deus nos conceda tais homens!


Rousas John Rushdoony

Meu argumento contra Deus



Meu argumento contra Deus

Meu argumento contra Deus era o de que o universo parecia injusto e cruel. No entanto, de onde eu tirara essa ideia de justo e injusto? Um homem não diz que uma linha é torta se não souber o que é uma linha reta. Com o que eu comparava o universo quando o chamava de injusto? Se o espetáculo inteiro era ruim do começo ao fim, como é que eu, fazendo parte dele, podia ter uma reação assim tão violenta? Um homem sente o corpo molhado quando entra na água porque não é um animal aquático; um peixe não se sente assim. E claro que eu poderia ter desistido da minha idéia de justiça dizendo que ela não passava de uma idéia particular minha. Se procedesse assim, porém, meu argumento contra Deus também desmoronaria - pois depende da premissa de que o mundo é realmente injusto, e não de que simplesmente não agrada aos meus caprichos pessoais. Assim, no próprio ato de tentar provar que Deus não existe ou, por outra, que a realidade como um todo não tem sentido, vi-me forçado a admitir que uma parte da realidade - a saber, minha ideia de justiça - tem sentido, sim. Ou seja, o ateísmo é uma solução simplista. Se o universo inteiro não tivesse sentido, nunca perceberíamos que ele não tem sentido, do mesmo modo que, se não existisse luz no universo e as criaturas não tivessem olhos, nunca nos saberíamos imersos na escuridão. A própria palavra escuridão não teria significado.


C. S. Lewis