quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Política e Desesperança


Política

Aristóteles (Sec. VI a. C,) – “O homem é um animal político”. Ele entendia política como: A arte de cuidar das cidades (pólis, em grego,).

Tomás de Aquino (sec XIII) – Política = Arte de cuidar do bem comum. O conceito universal de política continua existindo.

Todo o ato humano é ato político. Pois, todo o ato, declara o que pensamos deveria ser o melhor para nós e para todos.

Por trás de todo ato político está uma ideologia.

Ideologia = uma compreensão do que seja a sociedade e de como ela deva funcionar.

Nos tempos modernos há 2 ideologias que disputam supremacia política: Socialismo e Capitalismo.

Socialismo: A sociedade é maior que o indivíduo, de modo que o fruto do trabalho de todos deve ser igualmente distribuído entre todos.

Capitalismo: O indivíduo é maior que a sociedade, de modo que o fruto do trabalho do indivíduo deve ser usufruído por ele.

O socialismo varia de forma: Desde o comunismo até a social-democracia. No capitalismo varia desde o capitalismo selvagem até o neo-liberalismo.

Dessas políticas são desenvolvidas as mais diversas ideologias, e, essas ideologias, dão origem aos mais diversos partidos políticos.


Por exemplo. No Brasil temos:


No Comunismo:

PC do B – Comunismo ditatorial;

PT – Social democracia com maior controle do Estado;

PSDB – Social democracia com menor controle do Estado.

No Capitalismo:

PFL – liberalismo com Estado forte;

PL – Neo-liberalismo com presença mínima do Estado,


A Desesperança

Ambas as ideologias frustraram aqueles que nelas acreditaram.

A Causa da Desesperança


O problema de ambas as ideologias é que elas não tem como fazer surgir o homem ideal para seus sistemas.

Homem ideal para o comunismo: se realiza no serviço ao próximo.

O homem que o comunismo encontrou: corruptos com o adágio: Quem parte e reparte e não fica com a melhor parte, ou é bobo ou não entende de arte.

Homem ideal para o capitalismo: iniciador, realizador e, ao mesmo tempo, altruísta.

O homem que o capitalismo encontrou: Egoístas que dizem: Quem pode mais chora menos.

Deram de cara com a verdade que Paulo há muito já havia apregoado: “Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; Não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. A sua garganta é um sepulcro aberto; Com as suas línguas tratam enganosamente; Peçonha de áspides está debaixo de seus lábios;” (RM 3:10 –13)


E Agora?


O problema é com a matéria prima – o homem. Para corrigir o problema tem sido criadas mais e mais leis, e mais duras.

Essas medidas não tem resolvido. O sistema continua sendo corrupto. As leis tem sido burladas.

É aí que a Igreja entra.


Os Crentes e a Política


Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.” (MT 5:13)

Somos chamados para ser fator de preservação, de impedimento da deterioração e temos muito a oferecer em todas as áreas (inclusive na política).

Temos, nós, os cristãos, de oferecer ao Brasil pessoas sérias, capazes de contribuir para que a coisa pública seja administrada de modo a prover o bem comum.

Detrás de cada ato político há uma ideologia. Temos nós alguma ideologia?


A Ideologia Cristã


Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (MT 6:33)

Este texto está num contexto em que Jesus está tratando de sobrevivência. Em outras palavras, Jesus está dizendo: Não se preocupem com o amanhã, se vocês buscarem o Reino de Deus, Deus cuidará do resto.


O Que ë o Reino de Deus?


Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre, Da maneira que viste que do monte foi cortada uma pedra, sem auxílio de mãos, e ela esmiuçou o ferro, o bronze, o barro, a prata e o ouro; o grande Deus fez saber ao rei o que há de ser depois disto. Certo é o sonho, e fiel a sua interpretação.” (DN 2:44 –45)

O Reino de Deus é o fim da história representada pela estátua.

A estátua representa toda tentativa humana de resolver o problema da humanidade sem levar em conta a vontade de Deus.

Pôr em 1º lugar o Reino de Deus é buscar em tudo o que é superior e o que é definitivo.

O Reino de Deus é o iniciar de uma nova história (história de louvor, justiça, amor... ); É um projeto para a sociedade (Sociedade onde há: amor – Rm 12.10; igualdade – 2 Co 8.17; paz – Tg 3.18; justiça – 1 Pe 2.24).

Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;” (MT 6:10). Estamos pedindo que a vontade de Deus prevaleça aqui. Estamos pedindo que os insurretos sejam aniquilados.

O Reino de Deus é um novo estado de coisas, onde só a vontade de Deus é feita, e perfeitamente.

Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” (RM 14:17). Buscar o Reino de Deus é buscar a justiça: “Assim diz o SENHOR: Exercei o juízo e a justiça, e livrai o espoliado da mão do opressor; e não oprimais ao estrangeiro, nem ao órfão, nem à viúva; não façais violência, nem derrameis sangue inocente neste lugar.” (JR 22:3).

A ideologia cristã é o Reino de Deus. Quer o cristão tenha ou não vocação política, devem agir de modo a expressar sua ideologia