sábado, 22 de novembro de 2008

LÁ VAI UM BOBO

Certo pastor contava a história de sua conversão. Ele era um jovem bebedor de cachaça, em uma cidade do inte¬rior de Minas. Um dia estava sentado num botequim com um colega de copo. Era domingo pela manhã. Num mo¬mento passou um homem trajando paletó e gravata, com a sua Bíblia debaixo do braço. Um seu amigo comentou:
- Lá vai um bobo!...
O alcoólatra meditou por um minuto e respondeu:
- Bobos somos nós que estamos aqui gastando nosso tempo e dinheiro para arruinar a nossa saúde, sem provei¬to. Esse homem, ao contrário, é um sábio. Ele está indo à igreja, a fim de aprender muitas coisas interessantes para a vida.
Imediatamente levantou-se e foi a uma igreja evangéli¬ca. Voltou para o culto à noite e aceitou a Cristo como Se¬nhor e Salvador. Com pouco tempo batizou-se, e foi cha¬mado para o ministério. Hoje é um atuante e conceituado pastor.
"E que fruto tínheis então das coisas de que agora uos envergonhais? Porque o fim delas é a morte. Mas agora, li¬bertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus, nosso Senhor" (Rm 6.21-23).


Textos extraídos do livro: Ilustrações Selecionadas – Org. Aucides Conejero Perez, Rio de Janeiro, CPAD, 1985.