sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Liberdade

Liberdade

Ser livre não é ser isento de regras e normas. Antes, é optar por obedecê-las por consciência de que elas têm que existir. Ser livre não é estar desgovernado para satisfazer todos os desejos do coração. Antes, é ter forças para dizer não a desejos maus que nos escravizam. Ser livre de verdade não é estar solto para perder-se em todos os vícios, prazeres e apelos deste mundo. Livre é aquele que pode refrear desejos destruidores. Pode dizer não aos vícios e opta, com tranqüilidade, por não ceder aos apelos escravizadores deste mundo, sem o medo da pressão que o sistema faz sobre nós.
            A grande maioria das pessoas pensa ser liberdade o poder embriagar-se com álcool, perder-se na fumaça do cigarro, destruir-se nos prazeres efêmeros das drogas, degradar-se na prostituição, prender-se nas correntes implacáveis do sexo “livre”, ensurdecer nos batidos alucinantes das “raves”... Todas essas coisas não são privilégios da liberdade. Elas são armas deste mundo para escravizar o seu ser inteiro.
Quantas vezes, após a embriaguez, vieram as dores de cabeça? Quantas vezes, após a última tragada, o nervosismo te invadiu? Quão caro já ficou “curtir” o “barato” das drogas? Quanta dor na alma você já sentiu após uma “transa” sem compromisso? E você não consegue parar.E, então, tenta se convencer de que está se entregando ao melhor. Mas, lá no fundo, você sabe que não está. É por que você não está exercendo sua liberdade. Você está se entregando a escravidão.
            Você já tentou comprar sua liberdade? Muitos tentam comprar sua felicidade esforçando-se por ganhar o máximo de dinheiro possível. A noção popular de que “o dinheiro compra tudo” está tão fixada nas cabeças e corações que as pessoas se entregam à escravidão do consumismo por inteiro. Querem dinheiro a todo o custo crendo que assim serão felizes e livres. A felicidade e a liberdade não vêm e eles querem crer que com mais dinheiro ainda serão felizes e livres. A roda viva do consumismo vai oprimindo os que buscam liberdade no dinheiro. Cofres cheios e corações vazios. O dinheiro traz o poder para se ir aonde se quer, mas o coração está cativo.
Há tantos que buscam a liberdade na religião. Fazem um esforço enorme de se religarem a Deus e acabam exaustos e escravos. Há tantos escravos de rituais, sacrifícios, sacerdotes, indulgências, confissões, falsas promessas, “boas obras”, falsos milagres, encenações, “ofertas”, gurus, agoureiros, curandeiros, “adivinhadores”... Quanto peso! E não são livres. São escravos das religiões e dos “doutores da lei”. Não são livres porque o homem não pode, por sua conta, religar-se a Deus. É um esforço enorme e inútil. O homem está separado de Deus (Rm 3. 23). Estar separado de Deus é a pior das prisões.
Nós não podemos ser livres por conta própria e não há liberdade sem Deus. Mas Deus nos ama tanto que trabalha por nossa liberdade e salvação mesmo antes de sabermos disso (Rm 5. 8). Cristo Jesus morreu para nos livrar de todas as correntes que nos prendem. O nome dessas correntes é pecado. O pecado é o câncer espiritual que mata o ser inteiro. Jesus morreu para matar esse câncer e nos fazer LIVRES! (1Co 15. 3,6). Ele pode fazer tudo isso, pois Ele morreu mas ressuscitou. Todos os homens da religião que te escravizam com suas ideias já morreram ou morrerão. Jesus está vivo e ativo. Ele ressuscitou e faz tudo aquilo que a Bíblia diz que Ele faz.
Ser livre de verdade é estar ligado a Cristo que venceu todas as coisas que escravizam o homem. Ser livre de verdade é ter uma direção e saber para onde se está indo. Os homens sem Deus andam desgovernados, porém os que conhecem a Jesus sabem onde pisar e para onde vão (Jo 14.6).
As religiões todas desse mundo não podem te ligar ao Pai para que você seja livre. O Cristianismo Bíblico não tenta te ligar ao Pai. O Cristianismo genuíno sabe que é o Pai quem vem ao nosso encontro. A iniciativa de nos salvar e libertar é toda de Jesus.
Cristãos verdadeiros não estão presos. São livres para fazer todas as coisas. Cristãos autênticos optam livremente por não fazerem aquilo que os prejudica, ofende ao próximo e a Deus. Isso é ser livre. Mas, cristãos autênticos só são livres a esse ponto por que Cristo habita seus corações e mentes e os capacita.
Você está cansado das drogas, da prostituição, do vazio interior, das culpas, do pecado, do erro, dos enganos, das madrugadas de dor, de ser usado como objeto? O Senhor Jesus sabe disso e Ele sente a sua dor. Ele está batendo à porta do seu coração mesmo agora (Ap 3.20). Abra o seu coração e receba-O! Mova seus lábios e seu coração dizendo: “Entra no meu coração e faz morada, Senhor Jesus. Eu me entrego só ao Senhor. Seja meu Senhor e Salvador”. Ele entrará , com certeza, se você orar de todo o coração. Quando Ele entrar em seu coração você sairá de uma vida cheia de amarras e será livre!
            Jesus está trabalhando em seu coração agora. Nada acontece por acaso. Você está lendo essas linhas porque o Pai se importa com você. É o tempo da sua libertação. Seja livre em Jesus! Sua alegria e liberdade estão se achegando a você no tempo exato (Jo 8. 36). Só em Jesus Cristo você será livre de verdade e para sempre.

Juberto Oliveira da Rocha júnior – Rev. Juba