quinta-feira, 5 de agosto de 2010

“Se Deus não existisse, tudo seria permitido”. Essa frase é um comentário de Jean Paul Sartre a uma passagem do romance ““Se Deus não existisse, tudo

“Se Deus não existisse, tudo seria permitido”. Essa frase é um comentário de Jean Paul Sartre a uma passagem do romance “Os Irmãos Karamazov” de Dostoievski, e diz respeito ao problema filosófico da relação entre moral e religião. Redija um texto, mínimo de 20 linhas, argumentando a favor de ou contra a ideia expressa na frase destacada de Sartre.

Se Deus não existisse, nada seria permitido, pois nada existiria. Entretanto, supondo (uma suposição fantasiosa, inconcebível) que o mundo existisse e Deus não. Se isso fosse possível e verdade. E supondo que o homem pudesse chegar as compreensões que chegou sem Deus. Então tudo seria permitido.

O homem não desenvolveu um censo moral, ele o recebeu de Deus. O homem não criou a religião para manter parâmetros morais, Ele busca a religião por que Deus existe e o homem precisa Dele. O homem tem gravado em si as marcas, as digitais, de Deus e por isso busca alcançá-lo. Deus colocou princípios morais no homem. Esses princípios são parte da imagem de Deus imputada ao homem.

A religião sem a existência real de Deus jamais criaria uma humanidade com princípios morais. Homens tentam criar religiões num esforço particular de alcançar a Deus. Deviam se abrir para que o Senhor se achegue a eles, e assim seriam transformados. É a inversão dessa ultima afirmação que leva o homem a construção de religiões que, cheias de devaneios humanos, acaba sendo merecedora de críticas.

Sartre foi um pensador. Isso não quer dizer que tenha caminhado pelas considerações corretas. Seu comentário era oposto de que Dostoievski queria expressar.

Só há princípios morais por que somos regidos Poe Deus, que é maior que a moral, que imputou em nós senso moral.

Juberto Oliveira da rocha Júnior

17/07/2010