segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Largue a carroça!


“Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra” (Salmos 46:10)

Em 1990 havia um cavalo pangaré chamado Mumu dos Anjos que era usado por um desses catadores de papelão para puxar carroça. Mumu era visto subindo e descendo o morro da Favela no RJ carregando o pesado e ingrato fardo de coisas velhas e papelão usado. Comendo mato e pedaços de velhas espigas de milhos ou sobras que lhe davam. Esta era a vida de Mumu e o seu destino parecia terminar assim, até que seu dono decidiu vende-lo para pegar um dinheirinho.

Naquela na região havia um senhor que queria comprar um cavalo para dar à sua filha adolescente que estava aprendendo a cavalgar, por esta razão nada melhor que usar um pangaré.

Aconteceu que o pai desta menina tinha outro cavalo (só que de raça) e estava participando de um torneio na Hípica do Rio de Janeiro. No dia anterior à competição o cavalo de raça se machucou e ficou impedido de participar do torneio. A solução para manter-se inscrito era usar outro cavalo e foi então que colocaram o pangaré Mumu, somente para manter o nome da equipe inscrita.

Desengonçado, sem sangue Árabe, sem treinamento, sem pedigree e sem história, Mumu era um daqueles que ninguém acreditava, nem sequer apostava.

Bom a surpresa veio!!

Mumu viu e entendeu que a vida lhe estava abrindo uma porta, e correu, correu, correu como nunca. Bom ele ganhou. Ninguém acreditou.

Anos depois o preço de Mumu estava por volta de Meio Milhão de Dólares, passando a ser transportado de avião, comendo ração importada, e sendo tratado como um rei. Obviamente continua correndo!!!

A historia deste pangaré é verdadeira e foi publicada no Jornal Gazeta Mercantil em 1990. Assim como Mumu, eu ,você e muitos outros não tivemos uma família rica, educação de primeira, viagens internacionais, alimentação balanceada ou outro tipo de preparo. Isto as vezes se torna um peso para muitas pessoas que não lutam por acharem que não são competitivas. No entanto veja que a vida de Mumu mudou a partir do dia que ele teve uma oportunidade e entendeu que precisava correr, para não continuar naquela mísera situação. Apesar de ter uma aparência de que nunca chegaria lá, ele mostrou ser possível.

Amigo, não importa sua idade , está na hora de largar a carroça,

(Autor Desconhecido)